Dia 12 – o acelerar de um coração

E é óbvio que não era possível que tudo transcorresse tranquilamente e sem sobressaltos.
Chegando ontem à clinica, eu para a enfermeira:
“- Nossa, hoje a espera foi tão rápida que nem deu tempo de beber água. Poderia pegar um copo pra mim, por favor?”
E a enfermeira, após uns 2 segundos de estranhamento: “- Mas você está de jejum. Não pode nem água.” W-H-A-T?!?!?!

Sim, eu simplesmente desprezei as instruções do médico e me esqueci do jejum. Comi 3 biscoitinhos com uma vitamina de banana antes de sair de casa.
Óbvio que na hora a cabeça pirou, o medo, o desespero, a culpa… sozinha naquele leito que em frações de minutos se tornou opressor e frio. E quanto mais as enfermeiras me avisavam que não teria problema, que deveriam apenas alertar o anestesista, etc, etc, mais eu chorava. Consegui me acalmar depois que o médico me garantiu que não haveria o menor problema para o processo; que o risco era eu enjoar e/ou sufocar, brônquio aspirar durante a anestesia. Ah! Então tá! Eu posso passar mal, mas minhas bolotinhas não podem sofrer nenhum mal!

E só para constar: fiquei bem mais sonolenta que nas vezes anteriores, mas não passei mal e deu tudo certo!
E lá deixei, junto com meus 11 folículos, também meu coração.

Anúncios
Esse post foi publicado em Catarse, FIV e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s