O sonho que (estranhamente) me devolveu esperanças

Eram 3 coisinhas gelatinosas numa gosma esverdeada, a textura era similar à polpa de maracujá e eu podia vê-los, não estavam protegidos na assepsia de um laboratório.
Tudo parecia muito artesanal (ou fundo de quintal para ser mais fiel à sensação que tive).
Mas de alguma forma, apesar das condições improváveis, eu confiava no médico, que fisicamente era o mesmo Dr Paulo.
Mas a esse faltava o espírito brincalhão e o sorriso escancarado. Esse ser, que era o Dr Paulo sem o ser exatamente, tinha uma luz e me trazia um conforto absurdos!
Ao final, ele (ou Ele?) com olhos marejados, me abraçou, beijou-me a testa e disse (com um pesar que me fez despertar): “Vocês nunca acreditam!”
Senti vivamente pulsar a frustração de tanto fazer e tantos duvidarem… e minha fé se fortaleceu.
Bom dia!

Anúncios
Esse post foi publicado em Catarse, FIV e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s