Foi ontem e já faz 2 anos

Ontem foi a festa do Davi, o primeiro evento social “além família” desde que…
Dia de assumir a gritante verdade da nossa separação; acredita que não consegui pronunciar a palavra?

S-E-P-A-R-A-Ç-Ã-O

Via essas letras dançando à minha frente…

SER
AÇO
PRESA
PARA
AÇÃO
S E P A R A Ç Ã O

elas pareciam debochar da minha dor; eram desenhadas em formas agressivas e cortantes, berravam em meus ouvidos: “perda, fracasso, incompetência, traição, solidão…”
Era uma sensação de abandono tão grande que, a cada pergunta recebida, os olhos só sabiam esconder-se e vazar. Foi o suficiente para qualquer compreensão.

Fazia também exatos 2 anos desde o último parto a que assisti e da última tentativa de fertilização, nosso derradeiro parto pretendido.
Revivi a mesma solidão daquele dia, com dor e invasão útero adentro, carne interior que sangrava e vida esperando para ser vivida, aguardando em ansiosa expectativa.
Não foi um dia fácil (ontem ou antes) e hoje, já segunda feira de um futuro meu, ainda me pego mergulhada em dores de ausência.
Só peço que o sal desse mar me devolva à tona para que eu possa voltar a respirar, para receber em mim o calor do sol que (eu sei) continua a brilhar por aí.
Anseio desesperadamente pelo momento em que essa luz volte a fazer morada também dentro de mim.
E que esses aniversários (desnecessários) se percam na poeira de alguma prateleira alta e inacessível da estante das memórias.

Anúncios
Esse post foi publicado em Catarse, Diário e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s