Arquivo da categoria: Poesia

desejo

seu jeito de jogar os cabelos de olhos fechados e sorriso vermelho nos lábios me atiça os sentidos gruda na alma meu coração acelera penso no seu toque quero seu cheiro desejo sua entrega, íntegra já não posso mais esperar … Continuar lendo

Publicado em Poesia | Marcado com | Deixe um comentário

do prazer de te ter nas mãos : estranherismo

embrulhado para presente para que meu prazer em te descobrir seja prolongado pelo ritual: descerrar a embalagem apreciar tua capa sentir tua textura folhear tuas páginas em velocidade para que teu perfume me preencha fechar os olhos e te levar … Continuar lendo

Publicado em Literatura, Poesia, Poetizando | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Outono

“hoje primeiro dia de outono a minha alma está em casa sou irmã(o) dos galhos sem folha sou sentimento sempre exposto” @zackmagiezi

Publicado em Catarse, Poesia | Marcado com , , | Deixe um comentário

Escolhendo a carga

“quando ela aprendeu a leveza que é carregar o aprendizado dos seus erros parou de carregar a pesada culpa” zack magiezi Gratidão pelas palavras que salvam almas, Zack!

Publicado em Citação, Poesia | Marcado com , , | Deixe um comentário

Cacos e reconstrução

“Tem horas que é caco de vidro, meses que é feito um grito, tem horas que eu nem duvido, tem dias que eu acredito.” Paulo Leminski

Publicado em Poesia | Marcado com , , | Deixe um comentário

Ano Novo de Verdade

Receita de Ano Novo Para você ganhar belíssimo Ano Novo cor do arco-íris, ou da cor da sua paz, Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido (mal vivido talvez ou sem sentido). Para você ganhar um ano … Continuar lendo

Publicado em Citação, Poesia, Reflexão | Marcado com , | Deixe um comentário

Em uníssono

“… eis que, embora viver seja coisa grande, é também uma força que lhe contraria, e não há como vencê-la, senão aceitando que a dor desenha em nossa pele, com esmero, um itinerário de pequenos cortes, ora arde um, ora … Continuar lendo

Publicado em Citação, Poesia | Marcado com , | Deixe um comentário

a um passo do sumiço

“a aranha se escondia atrás da parede como que para dar o bote a projeção da sombra as pernas contorcidas quase troncos de uma árvore nascendo do chão e do teto lúgubre lúgubre mais que lúgubre o susto me recomendava … Continuar lendo

Publicado em Catarse, Citação, Literatura, Poesia | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Expect-ATIVA

“A palavra já diz: é uma espera ATIVA demais para ficar parada (por isso ela pode quebrar tudo. Não crie em casa)” Hoje, essa espera em movimento me define. Fonte: Pó de Lua

Publicado em Poesia | Marcado com , , | Deixe um comentário

Adélia Prado e sua licença poética

Adélia Prado é tida como a poeta do cotidiano, da vida simples, aquela que atenta aos detalhes que passam despercebidos a maioria de nós, humanos que olham e simplesmente não vêem, seres que até sentem, mas são incapazes de refletir-se … Continuar lendo

Publicado em Citação, Literatura, Poesia | Marcado com , , | Deixe um comentário