Arquivo da tag: dói

Os piores quandos

Quando eu como e não sei se (e como) ele está se alimentando. Quando eu durmo e não sei por quantas noites em claro seus pesadelos o têm feito passar. Quando eu respiro e sinto o sufocar que está em … Continuar lendo

Publicado em Diário | Marcado com , , | Deixe um comentário

Dor abençoada ou benção dolorida?

Sobre uma das decisões mais difíceis de uma vida… “O medo da solidão, muitas vezes, faz com que as pessoas suportem o insuportável. Ou se lamentem após uma separação, apegadas até mesmo ao conflito conhecido. […] Quando nos afastamos e … Continuar lendo

Publicado em Reflexão | Marcado com , , , | Deixe um comentário

A loucura mora ao lado (ou dentro). E cresce…

Perceber a barriga crescendo e o corpo transformando-se, dia a dia. Ao se vestir, sentir as roupas mais apertadas. Em frente a qualquer espelho, observar as mudanças que já gritam por todo lado. Em qualquer ocasião, pôr as mãos sobre … Continuar lendo

Publicado em Diário, FIV | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário

O anúncio entalado na garganta

Hoje tem início a Copa do Mundo, bem aqui no Brasil. Seria hoje o dia de anunciar minha gravidez. Com toda a família reunida, em meio a festejos e abraços, o sonho passaria a ser compartilhado. Idealizei com tanto fervor … Continuar lendo

Publicado em Catarse, Diário, FIV | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

A intrusa

Uma náusea que começa no estômago e vai embolando tudo sobe e queima até se alojar bem no meio do peito. Um peso tão maciço que aperta, imobiliza e, como ácido, segue corroendo e desconstruindo. São esses os efeitos da … Continuar lendo

Publicado em Catarse, Diário | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário

Carne Morta

O lado de dentro fugindo em jorros Tanta pressão que borbulha… e ela escorre Não há trégua: ela escorre… Não é só seu ventre a desfazer-se, é todo seu corpo, todos os órgãos que já foram vitais e que hoje … Continuar lendo

Publicado em Catarse, Diário, FIV | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

mortificada

morre um filho morre a vida morrem sonhos mata-se uma mãe morte fica-a-morte morti-ficada morti-facada

Publicado em Poetizando | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

Por que é preciso dizer não

O ruído branco de um gerador qualquer torna-se absoluto no silêncio escuro de um estacionamento vazio. Os sentidos entorpecidos nublam o olhar, adoecem o corpo e fazem vagar a mente; só os dedos são capazes de algum movimento, e só … Continuar lendo

Publicado em Cartas, Diário | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

Descanse em paz, vó!

E hoje o céu ganhou mais uma estrelinha linda e iluminada. Vó, para sempre em meu coração o que fica é a sua gargalhada sonora, o seu abraço apertado, seu carinho e dedicação de uma vida inteira! Obrigada por T-U-D-O … Continuar lendo

Publicado em Família | Marcado com , , | Deixe um comentário

Deixe estar

Sabe aquelas dores que chegam sem aviso, aquelas sorrateiras, sem motivo aparente, que vão se alojando devagarinho, consumindo aos poucos, acabrunhando a alma e deixando só uma tristeza indistinta, sem onde nem porquê? É comum esforçarmo-nos para expurgar esse incômodo … Continuar lendo

Publicado em Catarse, Diário | Marcado com , , , | Deixe um comentário